sábado, 9 de junho de 2012

Roma

De volta no tempo

Roma é incrível e emocionante, uma aula de história antiga ao ar livre, uma ruína a cada esquina uma lembrança em cada detalhe.
O metro na cidade não é dos mais bonitos, mas funciona bem! Ficamos em um hostel um pouquinho afastado do centro mas com uma estação de metro na porta então foi ótimo, em 5 min estávamos em qualquer lugar!

Começamos nossa aventura pelo Vaticano, capital da Igreja católica, é o menor Estado do mundo, com 430 mil m2 cercados por altas muralhas e governado pelo Papa, hoje Bento VXI.
Na Piazza San Pedro, projetada posteriormente por Bernini, está a maravilhosa Basílica de San Pedro, a mais importante santuário católico, que atrai peregrinos o ano todo de todos os cantos do mundo e abriga centenas de obras de arte valiosas, como a Pietà, de Michelangelo.
Falando em arquitetura, a maioria dos grandes arquitetos do Renascimento e do período Barroco, Bernini, contribuindo para a criação da basílica. A cúpula é de Michelangelo, com 136,5 m de altura é de arrepiar, é possível subir no lanternim, e a vista é impressionante e linda!





O Museu do Vaticano, tem um dos acervos de arte mais importantes do mundo e lá está a deslumbrante Capela Sistina, obra dos melhores artistas do sec. 15 e 16, como Perugino, Ghirlandaio, Botticelli, Signorelli e é claro Michelangelo. O percurso da entrada do museu até a capela é lonnngo o que faz aumentar ainda mais a ansiedade, mas o percurso com certeza é compensador, maravilhosos corredores com foros cobertos de afrescos maravilhosos e lindas obras de arte.
Rampa de Acesso - Entrada



Rampa de Acesso - Saida
Perto dali está a praça Campo de Fiori, uma das áreas mais animadas e pitorescas da cidade na Roma medieval e renascentista. Hoje o colorido do mercado, as trattorias e bares rústicos mantem a praça agitada.

No segundo dia acordamos cedíssimos para não perder tempo e fomos direto para o tao esperado destino, O Coliseu, de arrepiar! 
Maior anfiteatro de Roma foi ecomendado pelo imperador Vespasiano, que pretendia ganhar popularidade promovendo combates públicos entre gladiadores e animais feroses. A capacidade era para 55 mil pessoas que se distribuiam nos lugares de acordo com a sua posição social.
A fachada tem colunas dórica, jônica e corintia e ispirou muitos arquitetos renascentistas.






Ao lado está o Palatino, antiga residência dos imperadores e aristocratas, preserva muitas ruínas da história antiga, que variam desde a simples casa onde teria vivido Augusto até as Domus Flávia e Augustava, parte de um luxuoso palácio construido por Domiciano. Passear por aqui é muito agradavel, e gostoso e andando chega-se ao Foro Romano, também cheio de reuinas e muita história pra contar. pareceque viajamos no tempo e podemos lembrar das aulas de história na escola e historia da arte no primeiro ano da faculdade.
Foro Romano
Templo das Vestas
Passear pela Piazza della Bocca della Verità tambem é uma boa pedida lá está a igreja Santa Maria in Cosmedin que guarda a famosa Bocca della Verità, que tem a fama de engolir a mão dos mentirosos e outras atrações interessantes, como templos do período republicano, os mais bem conservados da época.

Piazza del Campidoglio recriada por Michelangelo,que renovou as fachadas dos palácios, criou um calçamento geométrico e construiu uma nova escadaria, a Cordonata com suave inclinação. Aqui estão os Museus Capitolinos, com um belo acervo de pinturas e esculturas, entre elas a Medusa de Bernini e a Loba com Rômulo e Remo.

Monumento a Vittorio Emanuelle, o próprio nome já diz, um monumental palácio em mármore branco projetado também por Michelanhelo em 1885 em homenagem ao primeiro rei da Itália unificada.


O Pantheon é um dos principais edifícios da arquitetura tardia romana. Tempo circular romano, concluído em 125, é o templo de todos os deuses. No seu interior o enorme óculo permite a iluminação natural do lugar, a luz densa.


Fontana de Trevi, a maior e mais famosa fonte de Roma, criada por Nicola Salvi, com a imagem de Netuno no centro.

Piazza Navona, praça barroca mais bonita de Roma, com luxuosos cafés restaurantes e sorveterias deliciosas funciona como centro social de Roma, noite e dia. Por ali estão vários bares e baladas.


Depois desse dia mega agitado jantamos em um delicioso restaurante pertinho do Pantheon e voltamos para o hostel.

No terceiro dia acordamos cedo e fomos de metro até a Piazza del Papolode lá fomos caminhando até a maravilhosa e florida Piazza Espanha, a mais famosa de Roma, dia e noite repleta de pessoas. Os arredores da praça é uma das regiões mais seletas de Roma, com lojas de grife da Via Condoti e muitos cafés sofisticados.
Piazza del Papolo
Piazza Espanha


Continuamos caminhando e passamos pelo Maosoléu de Augusto, antigo cemitério mais famoso da cidade.
Beirando o rio está o Museu Ara Pacis, projetado pelo arquiteto Richard Meier para abrigar o Ara Pacis (Altar da paz), recostruido durante anos a partir de fragmentos dispersos ele celebra a paz estabelecida no Mediterrâneo pelo imperador Augusto.




Atravessando o rio fomos passeando e passamos em frente ao imponente edifício na Piazza dei Tribunal e seguimos a caminho do Castel San'Angelo, que surgiu em 139 como mausoléu do imperador Adriano. Um corredor liga o local ao Palácio do Vaticano, garantindo a fuga dos papas. o Museu fala da história do castelo.


Finalizamos o dia com um pôr-do-sol no Coliseu seguido de jantar com vista privilegiada!




No ultimo dia deixamos poucos pontos turísticos pra conhecer e fomos aproveitar um pouquinho do agitado comércio de Roma.


Passamos pela bela Piazza della Repubblica. Continuamos descendo e chegamos em mais um monumento da arquiteura, Santa Maria Maggiore, é uma mistura de estilos arquitetônicos que vão do cristão primitivo ao barroco tardio com mosaicos impressionantes. O piso de mármore cosmatesco e a torre do sino são medievais, assim como o arco e a galeria. O magnífico teto em caixotões é renascentista e as fachadas da capela e domos são barrocos.
Piazza della Repubblica
Santa Maria Maggiore


Passeando por Roma encontramos essa casa linda com essa trepadeira enorme tomando conta de tudo.


Roma já deixou saudade...

Fim.

4 comentários:

  1. Fernanda Ferreira9 de junho de 2012 16:45

    Que saudade de Roma...Adorei saber tanta historia e arquitetura...Agora preciso voltar com você para aprender mais...Mil bjs...Amei

    ResponderExcluir
  2. Vic, não sei vcs, mas eu senti uma coisa muito forte no Coliseu, uma mistura de encantamentoe e medo, inexplicável!
    Tem uma curiosidade das inúmeras colunas do Vaticano, agora não me lembro. Se vc souber me fala.
    Mais uma vez, ADOREI!!!!!!

    ResponderExcluir
  3. Vic, estou relendo o post para ver o que não podemos perder por aqui!!! Suas explicações são ótimas! beijos

    ResponderExcluir
  4. Como é que o monumento a Vittorio Emanuele II foi projetado por Michelangelo em 1885 se Michelangelo nasceu em 1475 e morreu em 1564?????

    ResponderExcluir